O homem que plantava árvores no arroio Dilúvio.

Tire o pé do acelerador, não tenha pressa, veja o video. 

Anúncios

Arroio Dilúvio a limpeza, despoluição e revitalização já está em curso.

Amigo(a) s

Que em 2012, nossas esperanças sejam renovadas e com elas consigamos despoluir e limpar o arroio Dilúvio, devolvendo este importante patrimônio natural ao povo.

Dias melhores virão, vejo águas cristalinas no horizonte.

“O futuro depende exclusivamente do que fazemos no presente.”

“O renascimento está em nossas mãos.”

Creio que a união, a postura pró-ativa e participativa é que nos conduziram a vitória, completa e total.

Estamos diante de um janela de oportunidades unica, duas das maiores e mais importante universidades deste pais (PUCRS e UFRGS)  formaram um pequeno exército de pessoas, interessadas e motivadas em mudar o curso da história, este quadro técnico irá elaborar um projeto em 2012, para dar continuidade a todas as iniciativas já em curso para a despoluição do arroio Dilúvio junto com prefeituras destas duas importantes cidades gaúchas Viamão e Porto Alegre assinaram no dia 14 de dezembro de 2011, um protocolo de cooperação da revitalização do arroio Dilúvio.

Links da notícia:

– Notícia PUCRS –

– Notícia UFRGS –

– Notícia Prefeitura Porto Alegre –

– Notícia Prefeitura Viamão – 

 
As comunidades precisam se envolver para que este projeto tenha sucesso, insisto UNIÃO é a CHAVE do SUCESSO.
 
“Que nossas façanhas sirvam de modelo, para as gerações futuras e para toda terra.”
 
Acompanhe o site do Projeto Arroio Dilúvio tem muito material lá dentro e sempre está atuzalidado:

http://paginas.ufrgs.br/arroiodiluvio

E também no:

you tube…

Reveja e compartilhe os videos que fiz em 2011, no canal Águas Brasileiras:

http://www.youtube.com/user/AguasBrasileiras

twitter…

No twitter @ArroioDiluvio deixo uma homenagem ao mais de 700 seguidores que fizeram o ano de 2010 fantástico, pela que as conversas não foram registradas muitas ideias vieram a tona e os debates foram intensos, mas estão gravadas nas mentes e corações das pessoas:

facebook…

Depois da manifestações de 24 de novembro de 2011, com o flashmob, slackline, e exibições de curta metragens no arroio Dilúvio,

Notícia:

Video Legal:

a página do facebook: “Eu quero o Arroio Dilúvio Despoluído e Limpo.” foi curtida mais de 1.300 vezes, bombou, o alcance viral foi de mais de 20.000 mil pessoas.

Algumas fotos do arroio “Cheong Gye Cheon” foram compartilhadas mais de 800 vezes, gerando muitos comentários positivos e popularizando a página.

http://www.facebook.com/photo.php?fbid=190489831005356&set=a.190488984338774.49515.179737705413902&type=1&theater

Muitas pessoas nunca tinham visto o arroio coreano “Cheong Gye Cheon” e ficaram abismadas com a beleza, com a semelhança com nosso arroio Dilúvio e perceberam que poderíamos fazer o mesmo, voltamos a ousar.

Aproveito para apresentar a pronúncia correta do nome arroio “Cheong Gye Cheon” ou como os americanso escrevem Cheonggyecheon, a primeira voz é a correta é bem difícil.

E encerro o ano de 2011 com este video:

Até 2012

@EspiralPositiva

@ArroioDiluvio

Exército de um soldado só.

Jorge Luis Oliveira Campos

“Enquanto você dormia, muita coisa acontecia. O lago e a lagoa se transformavam em poesia.” Com versos feito esses, que refletem a natureza e o meio ambiente, o autônomo Jorge Luís Oliveira Campos, de 50 anos, expressa na 57° Feira do Livro de Porto Alegre a sua preocupação com a poluição do Rio Guaíba.

“Noite encantada vestida de encanto e magia, do céu a lua assistia. O lago e a lagoa transbordar em poesia.” O poema de Jorge foi escrito no chão da Praça da Alfândega com tampinhas de garrafa recolhidas do Guaíba. A mensagem silenciosa pretende conscientizar os porto-alegrenses da importância da preservação de rios e lagos.

Há 15 anos, Jorge trabalha limpando as margens do Guaíba. Sozinho, ele passa a semana recolhendo pneus, tampas, garrafas e outros materiais que degradam o rio. Para escrever o poema, ele utilizou cerca de mil tampinhas de garrafa Pet, todas recolhidas em duas horas aproximadamente.

Nascido em Porto Alegre, o gaúcho de 50 anos cria seus versos inspirado pela poluição do rio que ele tanto ama. “Crio os poemas a qualquer horário, às vezes estou lavando o rosto e as palavras surgem na minha mente, saio escrevendo e fico admirado com o resultado”, entusiasma-se.

Todos os materiais recolhidos são ensacados e entregues ao caminhão da prefeitura. O trabalho do poeta é incansável, diariamente ele está às margens do Guaíba, próximo à foz do Arroio Dilúvio, realizando uma de suas mais árduas tarefas, mas, ao mesmo tempo, a mais gratificante.

“Noite encantada vestida de encanto e magia, do céu a lua assistia. O lago e a lagoa transbordar em poesia.”

Fonte: http://portal3.com.br/wp/exercito-de-um-soldado-so

Em 28/12/2010 eu achei o video abaixo e decidi repostá-lo para não correr o risco dele se perder na internet e por achar a mensagem deste cidadão exemplar, muito a frente de seu tempo.